Ação de Cobrança: A sentença de ações desta natureza (ação de cobrança é uma ação de conhecimento) faz gerar um Título Executivo Judicial.

Nesta ação (Cobrança), a parte requerida pode contestar a origem, a validade, as condições e tantos outros fatores referentes ao título.

Além disto, mesmo após ser condenado a pagar a parte requerida ainda poderá recorrer da sentença.

Somente após a sentença transitar em julgado (ou seja, após o trânsito em julgado inclusive dos recursos – pois, mesmo em Juizado Especial, da sentença da Junta Recursal, ainda cabe recurso ao STJ), se a parte requerida NÃO pagar espontaneamente, para você ter sua pretensão satisfeita, você deverá entrar com outra ação (ação de Execução) com base na sentença que condenou a parte requerida ao pagamento.

 

Ação de execução: Este tipo de ação não visa o reconhecimento de um título, mas a determinação (ordem) judicial de que determinado Título Executivo (judicial ou extrajudicial) seja pago, ou seja, desde que o título não tenha nada que o invalide (por exemplo rasuras na data, no valor, na assinatura, etc.) não se discute nada a respeito do título (origem, validade, etc.).

O Juizo simplesmente se limitará a ORDENAR QUE O DEVEDOR PAGUE ou que NOMEIE BENS À PENHORA no prazo que lei determina.

Neste tipo de ação (Execução), por parte do devedor, só cabe Embargos à Execução, onde, por se tratar de uma título executivo e exigível, não terá muita área para argumentar.

Na ação de Execução haverá uma audiência de Conciliação, onde se procurará negociar a FORMA DE PAGAMENTO (não se discute nada do título – apenas COMO SERÁ FEITO O PAGAMENTO – se será parcelado, etc.).

(11) 3104-7418 – (11) 3104-2399Entre em contato

Faça um comentário:

Comentários